Débora anuncia nova credencial de membros: “O que adianta criarmos crentes religiosos?”


Nova resolução da diretoria da “Deus é amor” promete mudar a atual credencial de membros


A vice-presidente da Igreja Pentecostal Deus é Amor, Débora Miranda, anunciou em reunião do ministério que a credencial de membros da IPDA será alterada. Atual carteirinha dos membros da igreja “Deus é Amor” é um pequeno livro que contém tabelas para controle da frequencia nos cultos, marcação de dízimos, jejuns feitos e é claro o famoso RI – o conjunto de doutrinas da denominação.

Débora anunciou que a credencial não será mais um livretinho, sendo substituída apenas por um cartão que conterá a foto do membro e no verso espaços para anotações anuais dos pastores. De acordo com Débora, a partir do lançamento da nova versão da credencial, não será mais necessário carimbar a credencial quando o membro comparecer nas Santa Ceia e cultos de Doutrinas. Os novos membros do ministério também não precisarão comparecer 4 cultos da semana para entrar em comunhão, como vem sendo exigido atualmente.

Ao anunciar a nova resolução da diretoria, Débora criticou as pessoas que usavam a credencial de membros para parecerem mais fiéis. “O que adianta nós criarmos crentes religiosos. Eu vi muita gente fazer isso. Olha aqui minha credencial irmã Débora. Não falta um carimbo. Como se isso mostrasse que ela é fiel”, declarou a cantora.



Nos bastidores

As mudanças que a IPDA vem promovendo tem gerado intenso debate entre os deusamorenses. Os mais conservadores tem acusado a vice-presidente e o seu marido o Pastor Lourival de Almeida de querer minar a “doutrina”, seguida a ferro e a fogo pelo fundador da “Deus é Amor”, missionário David Miranda. Já é consenso entre alguns deusamorenses que a atual diretoria quer mesmo fazer uma reforma nas regras rígidas da IPDA.

Débora ao anunciar as mudanças evitou mencionar que o RI também vai desaparecer da credencial de membros, o que para alguns já é uma estratégia para fazer algumas mudanças. No ministério está sendo ventilada a ideia que será mais fácil promover mudanças se as normas do RI não ficarem tão aparentes. Acreditam  que com o tempo alguns pontos do RI tendem a ficar mais a caráter de orientação do que de fato regra se não houver tanta publicidade entorno do RI. Os mais liberais concordam que há muita coisa dentro do RI que já está totalmente sem sentido algum. “Não deveria ser surpresa que mais mudanças apareçam no RI. A verdade é que ele sempre mudou. Já proibiram homens usarem roupas vermelhas e depois voltaram atrás. Já proibiram a bateria, pois Deus teria revelado que era um instrumento do Diabo, depois voltaram atrás. Já proibiram óculos escuros pois consideravam vaidade, depois voltaram atrás. Até depilação eles proibiram depois voltaram atrás. Tudo isso enquanto David Miranda era vivo. O que temos que ter em mente é que o que for costume vai mudar mas o que for doutrina Bíblica, isso sim é imutável”, comentou o administrador da Rede Pentecostal, Saulo Souza da Cruz.



Outros no entanto acreditam que essa mudança nada tem haver com a religiosidade excessiva em torno da credencial ou mudanças no RI. Alguns acreditam que a decisão foi tomada por questões financeiras. “Imaginem que cada credencial tenha um custo de R$ 3,00 reais para confecção. Agora multiplique pelo número de membros que a IPDA tem. Você chega a um total de 3 milhões de reais só com papel. É claro que a IPDA também quer economizar”, comentou Cruz.

Acompanhe as declarações:

 

 

É formado em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda. É pregador pentecostal desde os 14 anos. Trabalha na área de palestras e treinamentos em uma multinacional japonesa. É proprietário do portal Rede Pentecostal e escreve sobre diversos temas nesse site.